Com um a menos na maior parte da partida, São Paulo segura o empate em Rosário

Rosário 0x0 São Paulo
Nenê em ação na partida de ontem. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Rosário Central e São Paulo ficaram no 0x0 no jogo dessa quinta-feira, no estádio Gigante Arroyito, válido pela 1ªfase da Copa Sul Americana. O técnico Diego Aguirre escalou o Tricolor em um esquema de 3 zagueiros(Arboleda, Militão e Rodrigo Caio) e 3 volantes: Jucilei, Petros e Liziero. A ideia do técnico uruguaio era suportar a pressão inicial da equipe da casa, e tentar alguma coisa no contra ataque.

Aos 18 minutos da primeira etapa, Reinaldo sentiu a coxa e precisou ser substituído. Lucas Fernandes entrou em seu lugar. Com a substituição, o São Paulo ganhou um pouco de poder ofensivo, já que o camisa 11 tricolor é um meia mais agudo. Liziero que era um dos 3 volantes, foi para a ponta esquerda.

O Rosário rondava a área tricolor em boa parte do primeiro tempo com cruzamentos perigosos, mas que acabou não resultando em nenhuma chance clara de gol dos donos da casa. O Tricolor  que se propôs a defender, teve boas chegadas no ataque. Nenê teve uma ótima chance de marcar, mas parou no goleiro Ledesma. Régis tinha alguma liberdade para criar as jogadas no lado direito, inclusive foi dele o passe para a conclusão do camisa 7.

Ainda na primeira etapa, tivemos Rodrigo Caio expulso, injustamente. Na disputa pelo alto, o zagueiro acabou atingindo sem querer o rosto de Marco Rúben com o braço. O juíz viu o rosto do argentino sangrando e expulsou o zagueiro tricolor.

Com um jogador a menos, o São Paulo continuou com a mesma estratégia no segundo tempo. Se defender e tentar a sorte no contra ataque. A expulsão fez o Tricolor mudar o esquema de jogo, passando a jogar em um ”4-4-1” com Arboleda e Militão na zaga, os laterais Regis e Liziero mais recuados pra compor a defesa, o meio campo com Jucilei, Petros, L.Fernandes e Nenê e Trellez isolado na frente.

O São Paulo conseguiu manter o ritmo da partida mesmo em desvantagem numérica. O Rosário Central pouco ameaçou a meta do goleiro Sidão. Único lance mais perigoso do time da casa na segunda etapa foi uma cabeçada de Marco Rúben. No mais, o time argentino insistia em jogadas aéreas pouco eficazes e chutes de longe. O Tricolor teve uma ótima chance com Nenê, mas o travessão salvou os argentinos.

Aos 37 minutos, Carizo levou o segundo amarelo, e consequentemente foi expulso, deixando a partida com 10 jogadores para cada lado. Aguirre ainda sacou Régis e Trellez para as entradas de Bruno Alves e Valdívia, mas ficou nisso, Rosário Central 0x0 São Paulo. O Tricolor precisa apenas de uma vitória simples no Morumbi para assegurar a vaga para a próxima fase.

Destaque para Arboleda, que fez uma partida impecável, não perdeu uma bola no alto e ganhou quase todas as divididas. Nenê que criou as principais jogadas de perigo, e Régis que fez boas jogadas no lado direito do ataque tricolor.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s